Após 30 dias como vereador suplente, Renato Rocha, despede-se da Câmara

Após 30 dias como vereador suplente, Renato de Souza Rocha (PDT), despede-se da Câmara Municipal de Vereadores de Santo Antônio da Patrulha, durante a 46ª Reunião Ordinária, realizada na segunda-feira, dia 20 de dezembro.

O vereador encaminhou vários Pedidos de Providências e a Indicação nº 292/21, ao Poder Executivo, onde propõe a isenção da taxa da coleta de lixo, cobrada junto ao IPTU, aos aposentados que ganham até um salário mínimo. Estas proposições foram lidas e aprovadas por unanimidade durante a sessão. 

Renato assumiu o cargo de vereador após o pedido de licença feito por Diego Portal (PDT), titular da cadeira, que retornará à Câmara de Vereadores no próximo dia 27 de dezembro.

Em sua despedida Renato Rocha agradeceu o companheirismo de todos os vereadores e frisou sua felicidade em ter permanecido por estes 30 dias na Casa Legislativa. “Eu quero agradecer o apoio e amizade de cada vereador desta Casa. Fiquei muito feliz em ser bem recebido por cada um de vocês. Agradeço também a todos os servidores da Casa”.

Após a sua fala na Tribuna, onde pede que suas propostas sejam levadas adiante, os demais parlamentares se pronunciaram agradecendo o tempo de trabalho com o vereador. Destacaram o excelente trabalho, o exemplo de ser humano, dedicado, atencioso e disseram que ficarão na torcida por um breve retorno. Por fim, o vereador e presidente da Casa Legislativa, João Luis Moreira (Bacana), também destacou o trabalho satisfatório desempenhado por Renato durante o período que permaneceu na Casa Legislativa.

No período que esteve à frente no Legislativo, Renato apresentou várias proposições, a maioria ligadas ao setor de Obras, Trânsito e Segurança, mas muitos também ligados a reivindicações apresentadas pela população. Realizou várias articulações com o prefeito, vice-prefeito e secretários com propostas reais.

Aliás, o vereador faz questão de afirmar que sente orgulho de ser um agente político, apesar de enfrentar o desalento, ou seja, o descontentamento do povo contra a classe política em geral. Segundo ele, o país vive um momento agitado, justamente, por causa da turbulência política, mas o vereador acredita na superação desta fase. Ainda, de acordo com Renato Rocha, a crise serve para que as pessoas aperfeiçoem o seu modo de vida e, ao mesmo tempo, tirem lições positivas para encarar o cotidiano.