Jair Belloli discorre sobre problemas do Residencial Santo Antônio

O vereador Jair Belloli (MDB) esteve mais uma vez visitando o Residencial Santo Antônio nesta semana e reconhece o trabalho do atual síndico, Adriano Bolsoni. Mas apesar desse esforço, depois de quase um ano da reportagem do Jornal do Almoço na RBS TV, em julho do ano passado, quando mostrou a desagradável situação enfrentada pelos moradores do Condomínio do Minha Casa Minha Vida, principalmente em relação ao esgotamento sanitário, de lá para cá muito pouco mudou.

No Condomínio Santo Antônio, moram aproximadamente 970 pessoas. Durante o ano mais de uma vez teve o abastecimento de água cortado. Dezenas de famílias correm o risco de ficar sem água em razão do atraso nos pagamentos de tarifas junto à Corsan. Existem várias notificações de débito, pois mais da metade dos moradores não pagam em dia o condomínio.

A inadimplência do Residencial construído pelo programa Minha Casa Minha Vida tornou-se recorrente e uma alternativa vêm sendo estudada com o objetivo de resolver o problema. "A insatisfação só atinge 25% dos moradores e o problema é social. Pessoas que não têm renda para pagar um condomínio, uma prestação e acaba trazendo problema com a água do local, que se não é paga é cortada. Precisamos buscar uma solução”, diz Jair.

O vereador assumiu na tribuna que durante a semana tentaria envolver a Secretaria Municipal de Gestão e Planejamento, Corsan e Conterra em busca de uma solução. Na sua opinião, para amenizar todo este problema, seria fundamental a instalação de relógios individualizados ou para cada bloco, mas não sabe se isso seria possível perante à companhia de abastecimento.