Conselho Tutelar reivindica adicional por risco de vida

Chamou a atenção durante a visita realizada nesta segunda-feira, dia 02, ao Presidente da Câmara de Vereadores, André Selistre (PSB), a fala de integrantes do Conselho Tutelar de Santo Antônio da Patrulha. Estiveram presentes Zilma Chaves, Edilso Marquês, Sabrina Reis, Adriana Cardoso,  Gerusa Silveira e colocaram as suas dificuldades enfrentadas e reivindicações em relação ao trabalho desempenhado.

Em 2019, por exemplo, o Conselho Tutelar realizou aproximadamente 14 mil atendimentos, sendo muitos destes chamados da Brigada Militar e da Polícia Civil fora do horário de expediente, à noite e pela madrugada, em locais perigosos.

O Conselho Tutelar é vinculado a Prefeitura Municipal, junto à Secretaria de Assistência Social. É um trabalho minucioso, delicado, a cada dia com situações diferentes e que exige bastante dos conselheiros.

O pedido deles é pela criação de uma lei municipal que conceda o adicional de risco de vida aos profissionais, algo que já é adotado em outras prefeituras municipais.

"O objetivo é, em conjunto com os vereadores, montar um projeto-indicação e encaminhar para o Prefeito Municipal, solicitando um adicional de 30% do risco de vida sob o salário", disse Zilma.

Também estavam presentes os vereadores Marcelo Gaúcho e Jorge Eloy de Oliveira (PTB).