Vereadores visitam postos de saúde e denunciam descaso

Durante esta semana, vereadores denunciaram irregularidades no Postos de Saúde Central, Miraguaia e Agasa. Entre os problemas encontrados estão falta de materiais, equipamentos odontológicos sem condições de uso, aparelhos de ar-condicionado sem manutenção, área de observação improvisada e infiltrações. Também constataram a insuficiência de profissionais, em especial de médicos.

Na localidade de Miraguaia, que abrange todo o 2º distrito, retrata o cenário de descaso com a população. Alguns procedimentos odontológicos estão sendo realizados e outros não. O motivo apresentado é a cadeira do paciente que está sem condições de uso (quebrada). Na visita, Marcelo Gaúcho foi informado que já está no município as novas cadeiras, mas decorrente alguns problemas envolvendo a razão social da empresa, ainda não foi concluído os serviços. 

“Até quando vamos ficar na espera de soluções? Cada uma das irregularidades constatadas durante as visitas reforça de que não dispomos de normas ou orientações padronizadas para a rede, o que compromete a eficiência do serviço e dificulta o controle do processo”, questiona Gaúcho.

No posto da Agasa, onde os vereadores Marcelo Gaúcho, Rodrigo Massulo e Bacana estiveram, na tarde desta quarta-feira (4), não é muito diferente. A partir da semana que vem, o posto estará descoberto de atendimento médico, devido à saída do profissional do Programa Mais Médicos. No contato com as pessoas que buscavam atendimento na unidade, os vereadores ouviram algumas reclamações, especialmente em relação à falta de medicamentos e o atendimento odontológico, que está cancelado no local desde dezembro de 2019, quando o compressor queimou e até hoje não foi trocado.

“É um absurdo o que vimos no posto da Agasa. Compressor queimado desde o fim do ano passado e nada de solução. Sem contar as diversas reclamações que estamos ouvindo em todos os postos visitados”, diz Marcelo Gaúcho.