A situação da Lagoa dos Barros chama atenção e preocupa o município de Santo Antônio

O presidente da Câmara de Vereadores, André Selistre, assim como os demais vereadores, empresários, representantes do IRGA (Instituto Rio Grandense do Arroz) e STIL (Sociedade Técnica de Irrigação), secretários municipais, OAB - Subseção Santo Antônio da Patrulha, técnicos do meio ambiente, diretora da escola Ferreira Viana e moradores da região marcaram presença neste encontro que aconteceu durante a tarde desta quarta-feira, dia 11, no gabinete do prefeito em exercício, José Francisco Ferreira da Luz.

A reunião teve o objetivo de manter todos os presentes atualizados da real situação, o trabalho que vem sendo realizado, e quais as estratégias alinhadas em prol da Lagoa dos Barros.

Nas duas ultimas semanas a Lagoa dos Barros virou alvo de análises do Departamento de Meio Ambiente (DMA) da Prefeitura de Santo Antônio da Patrulha, após moradores perceberem alterações nas águas. Coletas periódicas foram enviadas para análise físico-química.

Na última segunda-feira, os técnicos do DMA buscaram ajuda no Museu de Ciências Naturais, da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul. A pesquisadora Vera Werner identificou uma espécie de cianobactéria em estado de floração na Lagoa dos Barros.

Segundo Vera Werner, não é recomendado que a população tivesse contato direto ou indireto com a água até que o caso seja totalmente esclarecido. Estudos mais profundos poderão identificar se houve, por exemplo, um crime ambiental. 

O vereador Valtair Andrade e a bancada Progressista de Santo Antônio já confirmaram a agenda para sexta-feira, dia 13, às 15h, com o presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, deputado Ernani Polo. Várias lideranças estarão presentes e munidos de documentos com as principais demandas com relação aos prejuízos causados na Lagoa dos Barros que assola o município de Santo Antônio.

materia LBll