Erô sugere ao município adoção a Campanha “Sinal Vermelho”

Mulheres em situação de violência são infelizmente uma realidade e, em tempos de isolamento, elas enfrentam mais um problema: a dificuldade em denunciar os agressores.
Diante desse cenário, a vereadora da bancada do PTB, Eronita Andrade, sugeriu ao Poder Executivo através do Requerimento nº 045/2020, aderir a Campanha “Sinal Vermelho” contra a violência doméstica. Lançada no mês de junho/2020 pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Erô sugere que seja dada a devida publicidade ao tema no município de Santo Antônio da Patrulha, a fim de identificar mulheres vítimas de violências domésticas.
A iniciativa tem como foco ajudar mulheres em situação de violência a pedirem ajuda nas farmácias do município. Se você estiver em perigo e mostrar um “X” vermelho desenhado na sua mão para um atendente de farmácia, ele rapidamente acionará a polícia para você. A mulher que sofre abuso e qualquer tipo de violência dentro de casa pode dar um alerta silencioso na farmácia mais próxima de sua casa. O protocolo é, de fato, simples: com um “X” vermelho na palma da mão, que pode ser feito com caneta ou mesmo um batom, a vítima sinaliza que está em situação de violência. Com o nome e endereço da mulher em mãos, os atendentes devem ligar, imediatamente, para o 190 e reportar a situação.
“Nesta pandemia as mulheres estão com mais dificuldades para denunciar. É muito importante o envolvimento de todos”, finaliza Erô.