Vereadores Gabriel e Ricardo propõem vacinação da Pfizer a adolescentes acima de 12 anos com comorbidades graves

 A Secretaria de Estado de Saúde publicou na sexta-feira, dia 18, resolução autorizando os municípios a vacinarem contra COVID-19 adolescentes a partir dos 12 anos de idade, com comorbidades graves utilizando as doses da vacina da Pfizer. A decisão veio após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar a indicação da vacina Comirnaty, da Pfizer, incluindo na bula da vacina a nova faixa etária. A ampliação foi aprovada após a apresentação de estudos desenvolvidos pelo laboratório que indicaram a segurança e eficácia da vacina para este grupo. Os estudos foram desenvolvidos fora do Brasil e avaliados pela Anvisa.

Conforme Geraldo Resende, secretário de Estado de Saúde, explicou que a inclusão de adolescentes acima de 12 anos com comorbidades é devido a nova cepa do coronavírus que têm apresentado alta transmissibilidade entre adolescentes.

Sendo assim, os vereadores Gabriel Diedrich e Ricardo Pires encaminharam ao Poder Executivo suas Indicações nº 149/2021 e nº 150/2021 propondo que sejam reservadas doses da vacina Pfizer e procedida a vacinação para prevenção da Covid-19 de adolescentes a partir dos 12 anos de idade portadores de comorbidades e/ou com necessidades especiais, em Santo Antônio da Patrulha.

Os vereadores salientam que, conforme a resolução Nº 114/CIB/SES publicada na última sexta-feira, dia 18, os municípios já estão autorizados a utilizarem as doses dentro dos 70% para vacinarem estes adolescentes.

As comorbidades deixam as crianças mais expostas ao risco. O único objetivo é proteger a população contra a COVID-19. Para os vereadores Gabriel e Ricardo "continuamos no enfrentamento contra a doença".