Ricardo Pires solicita estudo e implementação de placas de indicação “CONVERSÃO LIVRE À DIREITA NO SEMÁFORO VERMELHO”

O vereador Ricardo Pires (MDB), encaminhou nesta semana a Indicação nº 192/2021, ao Poder Executivo e a secretaria Municipal de Obras, Trânsito e Segurança solicitando estudo e implementação de placas de indicação, do tipo educativas, com a informação “CONVERSÃO LIVRE À DIREITA NO SEMÁFORO VERMELHO” em locais onde tal manobra possa ser realizada, conforme as novas regras estabelecidas pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Conforme o parlamentar, essas medidas já são comuns em outros países, e o único objetivo é desafogar o trânsito principalmente em horários de pico no Município, além de buscar um comportamento consciente dos motoristas e a atenção dos pedestres. Desta forma, sugere a promoção de campanhas educativas.

As placas de indicação do tipo educativas recentemente entraram algumas novas leis no Código de Trânsito Brasileiro, entre essas novas normas está o artigo 44-A que determina o livre movimento de conversão à direita diante do sinal vermelho do semáforo onde houver sinalização indicativa que permita essa conversão.

Na tribuna, salientou “trata-se de um avanço para permitir que o trânsito flua com mais agilidade e naturalidade. Mas para isso exige a intervenção da autoridade de trânsito do nosso município realizando a sinalização de semáforos para que possam ser feitas as conversões com o sinal vermelho e respeitando a preferência. Hoje no município de Santo Antônio temos cinco sinaleiras que poderiam ser aplicadas neste método”. 

A partir do dia 12 de abril de 2021, entraram em vigor as novas mudanças do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), com medidas que visam deixar a legislação menos burocrática e mais rigorosa. Entre as novas normas está a “conversão livre à direita mesmo quando o sinal está vermelho”, de uma forma quando o motorista pode “ignorar/furar” o sinal vermelho nos cruzamentos permitidos e indicados através de placas de trânsito.