Câmara de Vereadores recebe o SINTECT RS

Na quarta-feira, dia 30, o presidente da Casa Legislativa André Selistre, juntamente com os vereadores Diego Portal, Ezequiel Peixoto, Sérgio Airoldi e Valtair Andrade, recebeu a visita do presidente da OAB - subseção de Santo Antônio da Patrulha, Júlio César Sant’Anna, representando o Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos (SINTECT RS) Evandro Leonir da Silva, os funcionários dos Correios de Santo Antônio Célia Rosane Carvalho e Mário Castro, e o representante do movimento sindical dos trabalhadores dos Correios RS, Carlos Alberto Duarte.

Uma medida que está sendo estudada pelos Correios poderá interferir diretamente no município de Santo Antônio da Patrulha. Um assunto que desde o ano de 2019 vem sendo monitorado pela Câmara de Vereadores, e novamente o Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos (SINTECT RS) fez um alerta de que a empresa quer transferir os trabalhadores que hoje estão atuando no município para a cidade de Osório.

A possível distribuição dos carteiros ficaria à disposição do gerente de Osório, para ele deslocar os profissionais para onde for a prioridade da unidade. Assim, a população poderá ser prejudicada, deixando de ter todos os dias carteiros atendendo Santo Antônio.

Evandro explica que a possível mudança também poderá acarretar em mais sobrecarga para os trabalhadores, pois eles teriam que ir todos os dias a Osório, buscar a carga para entregar em Santo Antônio. Com isso terão o aumento de vales transportes, aumento do percurso ida e volta de 14mil km/mês, 40% a mais nas despesas de carros e manutenções. Os trabalhadores teriam mais tempo de deslocamento e menos tempo de entrega. Em Santo Antônio da Patrulha trabalham 13 carteiros que teriam suas cargas horárias totalmente alteradas, sem contar a diminuição na qualidade de vida destes funcionários.

Isso acarretará um prejuízo enorme para a população, no sentido de que, no momento que a Unidade de Distribuição (UD) deixar de ser localizada em Santo Antônio e passar a ser em Osório, aqui deixará de ser prioridade e passará a ser um gargalo de quando sobrar tempo. Hoje a preferência seriam as cidades de Osório, Tramandaí e Capão da Canoa, onde os Correios dariam a preferência de entrega devido ao volume maior de cartas e encomendas.

Evandro e Carlos Alberto pediram aos vereadores que ajudassem a garantir a permanência da Unidade de Distribuição em Santo Antônio. Os vereadores imediatamente fizeram seus contatos com Deputados Estaduais, Federais e Senadores de diversas bancadas e manterão alerta para que a questão tenha o melhor desfecho possível.

O presidente André Selistre, em acordo com seus pares, pretende elaborar um ofício por intermédio da Câmara de Vereadores, nos próximos dias, e convocar um parecer do Superintendente Estadual dos Correios, Victor Vanir da Silveira.

No documento deverão ser apontados vários argumentos para tentar impedir novamente o fechamento, como o fato de ser um dos municípios maiores entre os que os rodeiam e que o encerramento dos trabalhos da agência de distribuição vai prejudicar moradores do interior, trabalhadores e toda a população que utiliza os serviços dos Correios em Santo Antônio e Caraá.