Falta de remédios e de médicos em Postos de Saúde é abordada por vereadores do Solidariedade

O caos na saúde publica de Santo Antônio da Patrulha, especialmente no que se refere à distribuição de medicamentos no Posto de Saúde Central, levou o vereador João Luís Moreira da Silva “Bacana”, do Solidariedade, a fazer um apelo ao prefeito Paulo Bier para que dê maior atenção à área.

Em conjunto com a sua colega de bancada, Eronita Andrade, o vereador pediu verbalmente na reunião ordinária de segunda-feira, 18, ao Prefeito e Secretário da Saúde Interino, para que seja remetida a Casa Legislativa, informações no que se refere a atual situação do Setor de Medicações do Posto de Saúde (Farmácia).

Segundo o Vereador, inúmeros são os relatos de patrulhenses que não conseguem mais retirarem sua medicação na farmácia, tendo em vista que a mesma encontra-se praticamente vazia. “Recebi ligações de pacientes que não estão mais encontrando o remédio que precisam tomar mensalmente e de que a farmácia possui meia dúzia de caixas de remédios”, enfatizou Bacana.

Além da falta de remédios para distribuição aos patrulhenses, o vereador apontou ainda a falta de médicos, especialmente de pediatra. “Mães desesperadas não sabem a quem recorrer, pois estão tendo dificuldades de conseguir uma consulta por falta deste especialista”, revelou.

Os vereadores da bancada do Solidariedade também encaminharam requerimento, para que, através da Secretaria Municipal da Saúde seja implantado novamente o horário diferenciado para o agendamento de consultas e exames médicos para os moradores residentes no interior do Município.

A justificativa dada pelos parlamentares é que o atual procedimento adotado pelo Posto de Saúde Doutor Bonifácio José da Silva ocorre com a distribuição de fichas no primeiro horário da manhã, e com esta medida, os cidadãos residentes do interior que dependem de ônibus (que não possuem veículo) acabam chegando no horário atrasado, junto ao Posto de Saúde, sendo que muitas vezes não conseguem o atendimento desejado, ficando prejudicados pela falta de reserva (cota) de fichas para o interior.

Pagamento para servidores do Hospital

Aproveitando que o tema do seu pronunciamento era a saúde, Bacana confrontou o administrador do hospital. “Em jornais e rádios ele afirma que os salários dos servidores estão em dia, o que de acordo com os próprios funcionários do Hospital isso é uma inverdade”, relatou. O vereador mais uma vez cobrou o pagamento dos salários atrasados, tendo em vista os repasses feitos para a entidade, inclusive com a transferência de precatórios da Prefeitura para a Germann e Pechman. “Esperamos que essa questão seja solucionada e os trabalhadores sejam remunerados em dia, assim como paguem o 13º que ainda se encontra em atraso”.

 

Foto: Vereador Bacana pede mais atenção para saúde do Município