Vereadores querem explicações sobre a situação do SINE em Santo Antônio da Patrulha

 

Na tarde da quinta-feira, 27 de julho, os vereadores Rodrigo Massulo, Samuel Souza, Jorge de Oliveira e Marcelo Gaúcho fizeram uma visita a Agência do Sine de Santo Antônio da Patrulha, para averiguar reclamações da comunidade e tiveram uma triste surpresa. De 1º lugar no ranking estadual das Agências SINE/FGTAS, a filial do município caiu para 45º, devido a piora na prestação dos serviços.


Preocupados com a situação, protocolaram o Requerimento nº 367/17 para que sejam remetidas a esta Casa Legislativa, no prazo legal de 30 (trinta) dias, informações sobre qual a explicação para a Agência local do SINE ter caído da 1ª para a 45ª colocação no ranking do Estado do Rio Grande do Sul.
Desde janeiro até o final de julho deste ano, a agência estava sem coordenador/a nomeado/a, tendo como responsável a Secretária de Trabalho e Desenvolvimento Social, Ana Cristina Ramos Cardoso, período em que o SINE caiu no ranking estadual. Os vereadores pedem explicações urgentes, para a Secretária, sobre o porquê da demora para a nomeação do cargo de coordenação e a decadência nos serviços prestados.


Em Santo Antônio da Patrulha, os serviços oferecidos pela Agência do SINE/FGTAS são Cooperação Técnica Prefeitura Serviços, Captação de vagas, Intermediação de mão de obra, Seguro-desemprego, Qualificação profissional, Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS e Programa Gaúcho do Artesanato. Caso continue descendo na escala do estado, a agência corre o risco de ir embora do município.


O Procon, que fica no mesmo prédio do SINE, também foi alvo de reclamações da comunidade. Segundo moradores, são apenas 14 fichas por dia para atendimento de toda a população.