Câmara aprova o Conselhão proposto pelo vereador Charlis

 

O Conselhão, como está sendo chamado o Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social em Santo Antônio da Patrulha, uma indicação do vereador Charlis Santos e elaborado pelo Executivo Municipal será um órgão de assessoramento imediato do prefeito e integrado ao seu gabinete, tendo por finalidade analisar, debater e propor políticas públicas e diretrizes a promoção do desenvolvimento econômico e social do município. Além disso, deve também produzir indicações normativas, propostas políticas e acordos de procedimento com vistas à articulação das relações de Governo com os setores produtivos e com a comunidade em geral. O conselho iniciará com 67 entidades integrantes e poderá chegar a 90, número máximo de acentos no núcleo, envolvendo os movimentos sociais, empresariado, entidades de classe e representantes dos conselhos municipais.


O Projeto de Lei de inciativa do Vereador Charlis Santos foi aprovado por unanimidade na sessão do dia 23 de outubro, da Câmara de Vereadores. Para o vereador, a principal prerrogativa é democratizar a participação da sociedade de forma organizada fazendo ela a escolha das prioridades. Habilita o gestor público a tomar a decisão conforme a escolha coletiva e não sob a ótica de alguns integrantes do governo. Quem sabe o que o município precisa são as pessoas, não exclusivamente o governo.


“O primeiro passo é entendermos que a dificuldade financeira é grande, que ainda falta um plano estratégico de município a médio e longo prazo e um plano de projetos prioritários que realmente impactam na vida de todo o município”, ressalta o edil. Alguns exemplos: duplicação da ERS 030, novo cemitério municipal, hospital municipal, aterro sanitário, segurança pública, plano diretor, trânsito central. Todos estes temas precisam de projeto e recursos, sim, mas a discussão para a tomada de decisão agora ou ali na frente sobre o objeto/projeto a ser executado não pode partir da cabeça/decisão de alguns gestores públicos e sim deve partir da sociedade, da comunidade de Santo Antônio da Patrulha.


Ainda segundo Charlis o Conselhão será um filtro que democraticamente serve para a Administração Pública inclusive mudar prioridades que ela hoje entende como necessária, buscando canalizar o recursos para onde o sociedade escolher. O Conselhão também se tornará um instrumento popular dos patrulhenses de fiscalizar os governos e acompanhar as transições de governos sendo ele o avalista dos projetos prioritários para o município, servirá de guardião dos interesses dos patrulhenses.