sessoes ordinarias

SESSÕES ORDINÁRIAS:

segundas-feiras, às 16 horas.
Abandono do 5º Distrito leva Solidariedade a barrar projetos do Executivo
Abandono do 5º Distrito leva Solidariedade a barrar projetos do Executivo

Enquanto a Prefeitura não providenciar melhorias, com urgência, nas Estradas do 5º Distrito de Santo Antônio da Patrulha a posição do Solidariedade na Câmara de Vereadores é de não dar acordo a nenhum dos projeto encaminhado pelo Executivo Municipal.

A decisão foi tomada pelo vereador João Luís Moreira da Silva “Bacana”, com a anuência da presidente da sigla, a também vereadora Eronita Andrade, na reunião ordinária de segunda-feira, 28.

Bastante indignado o vereador Bacana utilizou a tribuna explicando a sua decisão e afirmando que o “seu povo” está sofrendo. “Não vou concordar com um governo que está fazendo o meu povo sofrer. Quinto distrito hoje não merece o que está passando. As estradas de Santo Antônio até Evaristo, Furnas, Bom Retiro até Pinheiros e Sertão do Cantagalo nunca estiveram tão ruins como agora, é vergonhoso. Então a partir de hoje a bancada do Solidariedade não dá mais acordo para um governo que não respeita os moradores e os eleitores”, enfatizou.

Bacana esclarece que os projetos que chegam as segundas-feiras, necessitam de acordo de liderança para irem à votação em plenário. Apenas estes que não receberão mais o apoio do líder do Solidariedade na Câmara, provocando sua permanência por uma semana em comissão. Os demais terão parecer favorável. O vereador ainda rebateu as declarações do secretário das Obras, Antônio Selistre. “Ele disse em uma rádio que eu era contra a saúde e a educação pela decisão que tomei. Quero dizer que bem pelo contrário, sempre votei a favor de projetos desta natureza. Apenas não foi dado acordo, mas eles serão aprovados”, explicou o vereador.

PMDB compartilha de decisão do Solidariedade

Utilizando a tribuna, o presidente da Casa e líder do PMDB no Legislativo, André Randazzo dos Reis, informou os demais integrantes da bancada, Adelino Stecanela e Marciana Machado, que é solidário nas questões das estradas do município e defendeu a legitimidade da reivindicação das comunidades que imploram o direito de ir e vir.

Deco não foi nada otimista, ao afirmar ao seu colega vereador que acredita que esta administração, não vai fazer as melhorias solicitadas. “Se não fez em três anos e três meses, não será agora que irão realiza-las. Ou talvez esperamos que este pronunciamento sirva de estímulo. Mas, acredito, infelizmente, que vai terminar este ano e as estradas continuarão como estão”.

O presidente lembrou a sua passagem pela Secretaria das Obras na época do então prefeito Daiçon Maciel, quanto promoveu as obras necessárias na estrada do Canta Galo, do pé ao final, do Monjolo a divisa do Grandão, com saibro, com valo, com bueiro e com a infraestrutura necessária.

 

Foto: Vereador Bacana usa tribuna para anunciar decisão

Detalhes

Escrito por: Claudio Franken - Assessoria de Imprensa
Categoria: Notícias
Postado: 30/03/2016
Atualização: 30/03/2016
Acessos: 119

Compartilhar

whatsapp facebook twitter
Pular para o conteúdo