sessoes ordinarias

SESSÕES ORDINÁRIAS:

segundas-feiras, às 16 horas.
Charlis e Belloli visitam obras da Estação de Tratamento de Esgoto
Charlis e Belloli visitam obras da Estação de Tratamento de Esgoto

Quem trafega pela ERS-474 no acesso à Freeway certamente já notou um canteiro de obras nas margens da rodovia, mas não tem a exata dimensão do que vem se tornando a primeira Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Santo Antônio da Patrulha.

Com o objetivo de conhecer de perto a realidade das obras da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) e sobre como funcionará o sistema de processamento e tratamento dos dejetos de nossa cidade, os vereadores Charlis Santos e Jair Belloli, ambos do MDB, acompanhado do assessor Gabriel Diedrich, estiveram visitando o local na manhã do último dia 8.

O gerente local da Unidade de Saneamento da Corsan, Gabriel Lorenci, e o engenheiro Paulo Sérgio Azevedo, responsável da obra pela Construtora Pelotense, apresentaram a Estação de Tratamento de Esgoto, que terá 3 mil m² de área construída numa área total de 8,5 hectares.

A conclusão das obras de construção civil está prevista para janeiro de 2019, enquanto que a entrega completa da ETE deverá ocorrer na metade do próximo ano. Segundo o gerente da Corsan, Gabriel Lorenci, a ETE poderia estar finalizada não fosse o excesso de chuvas neste período de inverno.

Com capacidade de tratar 60 litros de esgoto por segundo, a Estação de Tratamento de Santo Antônio da Patrulha será uma das mais modernas que se têm no Estado. “50% do esgoto da cidade poderá coletado e tratado na ETE. A água que será devolvida ao meio-ambiente terá melhor qualidade que a do Açude dos Pereira, local de destino do esgoto tratado”, informa o engenheiro Paulo Azevedo.

O engenheiro destaca uma peculiaridade da ETE de Santo Antônio da Patrulha, pois ela está sendo construída numa área que se permite dobrar sua capacidade de tratamento. Portanto, a Corsan poderá estender a coleta de esgoto na cidade e tratar maior quantidade se assim for possível num segundo momento.

Agora nos meses de agosto e setembro, haverá o plantio de árvores nativas que servirão como cortina verde para a ETE. O engenheiro responsável explica que por ser moderna, não deverá haver mau cheiro, assim como na estação de Xangri-lá, diferente da estação antiga localizada às margens da Freeway em Cachoeirinha, onde exala um forte odor.

Detalhes

Escrito por: Claudio Franken - Assessoria de Imprensa
Categoria: Notícias
Postado: 14/08/2018
Atualização: 14/08/2018
Acessos: 184

Compartilhar

whatsapp facebook twitter
Pular para o conteúdo