sessoes ordinarias

SESSÕES ORDINÁRIAS:

segundas-feiras, às 16 horas.
Charlis quer cidadania, educação financeira e empreendedorismo na grade curricular das escolas municipais
Charlis quer cidadania, educação financeira e empreendedorismo na grade curricular das escolas municipais

A cidadania, a educação financeira e o empreendedorismo poderão se tornar temas na grade curricular das escolas públicas da rede municipal de ensino de Santo Antônio da Patrulha. Pelo menos esse é o desejo do vereador Charlis Santos (MDB), que propôs a Indicação nº XXX/2018, que sugere a inclusão das temáticas no currículo das escolas municipais de ensino fundamental. Aprovada por unanimidade pelos vereadores na reunião ordinária do último dia 17, a sugestão de adoção dessa medida está sob análise do prefeito Daiçon Maciel da Silva.

A proposta visa fazer com que o Município de Santo Antônio da Patrulha implante no currículo escolar das Escolas Municipais de Ensino Fundamental os temas Cidadania, Educação Financeira e Empreendedorismo, permitindo que os alunos possam se aperfeiçoar e se desenvolver como cidadãos empreendedores e conscientes de seu verdadeiro papel na sociedade.

Antes de propor a alteração na grade curricular, o vereador Charlis Santos discutiu a viabilidade com a Secretaria Municipal de Educação, que deverá, juntamente com o Conselho Municipal de Educação, estudar o currículo para que o mesmo possa ser adequado à sua proposta, que não postula a criação de novas disciplinas, mas de adequação às já existentes.

Charlis sustenta que a temática Educação Financeira pode ser trabalhada na disciplina de Matemática; a temática Cidadania pode ser trabalhada na disciplina de História; enquanto que a temática Empreendedorismo pode ser trabalhada de maneira transversal em mais de uma disciplina, culminando com uma Mostra Escolar de Empreendedorismo em data a ser definida no calendário letivo municipal.

O vereador Charlis descreve que a implantação das temáticas cidadania, educação financeira e empreendedorismo no currículo das escolas municipais permitiria que os alunos desde o ambiente escolar possam despertar para assuntos concernentes a estas áreas tão importantes nos dias atuais, preparando-os à vida adulta e profissional.

“Levando-se em consideração que parcela majoritária da população não conhece seus direitos/deveres enquanto cidadão e não entende as questões relacionadas à política; mostra-se despreparada para o equilíbrio do orçamento familiar; bem como tem dificuldades para empreender, se manter e não depender da prestação do serviço público; esta proposta de lei irá auxiliar os cidadãos a conheceram mais sobre educação financeira, cidadania e empreendedorismo já a partir da idade escolar. Esta iniciativa irá promover o fortalecimento da nossa democracia e tornará os cidadãos mais conscientes e preparados para a vida profissional”, justifica Charlis.

Charlis ainda destaca que o estudo dessas temáticas nas escolas não demanda a criação de disciplinas específicas, contratação de novos professores e consequentemente não tem custos adicionais.

Detalhes

Escrito por: Claudio Franken - Assessoria de Imprensa
Categoria: Notícias
Postado: 25/09/2018
Atualização: 25/09/2018
Acessos: 94

Compartilhar

whatsapp facebook twitter
Pular para o conteúdo