sessoes ordinarias

SESSÕES ORDINÁRIAS:

segundas-feiras, às 16 horas.
Comunidade rural sem água potável para consumo
Comunidade rural sem água potável para consumo

Santo Antônio da Patrulha é um município com uma área de 1.050 km² e com uma população aproximadamente de 42.333 habitantes, conforme estimativa do IBGE/2017.
O interior de Santo Antônio da Patrulha tem uma área de extensão de terra bem considerável, também chamados de distritos.
O Vereador do PTB, Marcelo Gaúcho em suas visitas no interior do município, constata problemas comuns em diferentes localidades como estradas mal conservadas, problemas na telefonia e internet rural, falta de água potável, falta de energia elétrica, dificuldades no atendimento da saúde pública e problemas no transporte escolar.
“Essas pessoas recebem um mínimo de atenção durante o período eleitoral, depois são esquecidas. Ouvi relatos de que fui o primeiro vereador depois de eleito a visitar a comunidade”, destacou Marcelo. Com as demandas levantadas, o vereador apresenta requerimentos, faz indicações e solicita informações à prefeitura com o objetivo de solucionar os problemas. Na comunidade de São José da Data, pertencente ao 3º distrito de Santo Antônio da Patrulha, por exemplo, a principal queixa é a falta de água potável.
Os vereadores Marcelo gaúcho (PTB) e Dirceu Machado (PP), mediante a este fato, encaminharam um requerimento nº 043/2018 ao Poder Executivo com objetivo da instalação de uma caixa d’agua, na Escola Guilherme Kampgem, na mesma localidade, para que fosse utilizada a água do poço desta escola para beneficiar de 4 a 6 famílias, que hoje usam água do arroio para beber. Como resposta do Poder Executivo, conforme vereador Marcelo, a vazão da água não seria suficiente para abastecer a escola e mais 4 ou 6 famílias. Segundo os moradores, a vazão d’agua é superior a 10 mil litros/hora.
“Cumpre destacar que de forma alguma queremos criar alguma animosidade com a administração, porém, queremos soluções para os problemas que afetam as comunidades”, diz Marcelo.
O vereador se coloca a disposição de todas as comunidades e da administração. Salienta que ao vereador cabe elaborar as leis municipais e fiscalizar a atuação do Executivo, no caso, o prefeito. São os vereadores que propõem, discutem e aprovam as leis a serem aplicadas no município.

Clique aqui e confira o vídeo.

Detalhes

Escrito por: Claudio Franken - Assessoria de Imprensa
Categoria: Notícias
Postado: 20/08/2018
Atualização: 20/08/2018
Acessos: 105

Compartilhar

whatsapp facebook twitter
Pular para o conteúdo