sessoes ordinarias

SESSÕES ORDINÁRIAS:

segundas-feiras, às 16 horas.
Vereador Gabriel propõe que aparelhos eletrônicos apreendidos sejam revertidos a estudantes
Vereador Gabriel propõe que aparelhos eletrônicos apreendidos sejam revertidos a estudantes

Em meio ao desafio de que estudantes de escolas públicas possam estudar de forma remota e sabendo que muitos não estão tendo nenhum tipo de contato com a educação, o vereador Gabriel Diedrich (MDB) apresentou na Câmara de Vereadores de Santo Antônio da Patrulha uma proposta de parceria para que os celulares, notebooks e tablets apreendidos nos estabelecimentos penais (presídios) sejam doados e utilizados pelos alunos da rede pública de ensino do Município.

Buscando ampliar as ferramentas para o aprendizado em meio à pandemia do novo coronavírus e falta de previsão de retorno às aulas presenciais, o vereador Gabriel Diedrich apresentou na reunião ordinária do dia 29 de março três requerimentos, endereçados à Secretaria Municipal de Educação, ao Ministério Público de Santo Antônio da Patrulha e à Promotoria Regional de Educação com sede em Osório.

O objetivo é fazer com que seja firmada uma parceria entre as três instituições de modo a permitir a ampliação e implantação do Projeto Alquimia em Santo Antônio da Patrulha. A iniciativa do Litoral Norte gaúcho é liderada pelos promotores de Justiça Criminal e Regional de Educação de Osório, Fernando Andrade Alves e Cristiane Della Méa Corrales, e que conta com a parceria da Polícia Civil, Judiciário e sociedade civil organizada. No Alquimia II, os aparelhos foram restaurados pelo Projeto Social Dejone Rambor, de Tramandaí. Também foram investidos até R$ 5,6 mil da conta das penas alternativas para o conserto e compra dos chips com internet. Os celulares foram destinados inicialmente a escolas de Osório, Maquiné e Tramandaí.

O vereador Gabriel Diedrich considera que em razão da pandemia do novo Coronavírus, o acesso a esses aparelhos eletrônicos tornou-se fundamental para os estudantes. “Com a suspensão das aulas presenciais e implementação de aulas online, os aparelhos são fundamentais para os alunos da rede pública. Além de contribuir com a educação, a proposta evita o acúmulo de materiais nos estabelecimentos penais, que acabam tornando-se lixo eletrônico, e geralmente são incinerados, causando danos ao meio ambiente”, destacou o parlamentar.

Gabriel observa ainda a importância da reversão desses produtos do crime no cumprimento de um bem maior de promover mais educação para nossos estudantes. “A nova destinação desses eletrônicos poderá contribuir sobremaneira na aprendizagem dos alunos durante a pandemia. Precisamos ter essa sensibilidade e olhar atento em relação às dificuldades vividas pelos estudantes que muitas vezes estão vulneráveis”, sintetiza o vereador.

Detalhes

Escrito por: Claudio Franken - Assessoria de Imprensa
Categoria: Notícias
Postado: 01/04/2021
Atualização: 01/04/2021
Acessos: 112

Compartilhar

whatsapp facebook twitter
Skip to content