sessoes ordinarias

SESSÕES ORDINÁRIAS:

segundas-feiras, às 16 horas.
Vereadores sugerem implementação de Rede de Apoio ao Aleitamento Materno
Vereadores sugerem implementação de Rede de Apoio ao Aleitamento Materno

Na reunião ordinária da Câmara de Vereadores do dia 09 de agosto, foi aprovada por unanimidade a Indicação nº 166/2021, apresentada pelo vereador Gabriel Diedrich e respaldada por seus pares da Bancada do MDB, Ricardo Pires, Valdir Silva e Vieira Dias.

Na indicação proposta durante a Semana Dourada de Aleitamento Materno, os parlamentares pedem ao poder Executivo que encaminhe à Câmara de Vereadores projeto de lei instituindo e tornando política pública permanente o Programa Mamá Patrulhense, que consiste numa Rede de Apoio ao Aleitamento Materno de Santo Antônio da Patrulha.

O vereador Gabriel Diedrich, líder da Bancada do MDB, explica que o projeto Mamá Patrulhense já está pronto, tendo sido pensado e planejado pelo Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica – NASF/AB, liderado pela servidora municipal, fonoaudióloga Ana Paula de Carvalho Sudbrack, Tutora da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil, Consultora em Aleitamento Materno e Especialização em Cuidado Materno Infantil com Enfoque em Amamentação.

O objetivo do Programa Mamá Patrulhense é normatizar e padronizar os procedimentos de assistência ao recém-nascido e as ações de orientação às nutrizes no manejo ao aleitamento materno, a fim de aumentar os índices de amamentação, reduzir o desmame precoce e a morbimortalidade neonatal no município de Santo Antônio da Patrulha.

O programa foi pensando dentro da estrutura já existente no município de Santo Antônio da Patrulha e seria inspirado no Programa Pró-Mamá já existente em Osório, onde a fonoaudióloga Ana Paula Sudbrack também trabalha e liderou o processo de implantação em 2016, reorganizando o cuidado na Linha Materno-Infantil. Além disso, foi desenvolvido um aplicativo de amamentação e desenvolvimento infantil dos 0 aos 2 anos de idade. Para o desenvolvimento do aplicativo foi realizada uma parceria com o Instituto Federal do Rio Grande do Sul – IFRS.

O vereador Gabriel Diedrich explica que amamentar é muito mais do que alimentar. “Além de nutrir, a amamentação promove o vínculo afetivo entre mãe e filho e tem repercussões na habilidade da criança de se defender de infecções, em sua fisiologia e em seu desenvolvimento cognitivo e emocional, e também na saúde física e psíquica da mãe”, descreve.

Sabe-se que a amamentação é um ato biológico e natural, porém não é apenas um ato instintivo, depende de aprendizado e da interação positiva entre os fatores culturais e sociais. Por isso, ações educativas durante a gestação, assim como orientação e auxílio às nutrizes no período do puerpério são importantes para superar obstáculos vivenciados no decorrer do aleitamento e prevenir assim, o desmame precoce.

O Ministério da Saúde preconiza o aconselhamento comportamental e a educação para a prática do aleitamento materno na Linha de Cuidados Materno-infantil. Nesta perspectiva, o Mamá Patrulhense poderá colaborar nesta linha de atuação, através da padronização das orientações e cuidados dispensados às mães e bebês.

Detalhes

Escrito por: Claudio Franken - Assessoria de Imprensa
Categoria: Notícias
Postado: 13/08/2021
Atualização: 13/08/2021
Acessos: 176

Compartilhar

whatsapp facebook twitter
Pular para o conteúdo