sessoes ordinarias

SESSÕES ORDINÁRIAS:

segundas-feiras, às 16 horas.
Canário propõe auxílio técnico às entidades sociais e recreativas do município
Canário propõe auxílio técnico às entidades sociais e recreativas do município

Em um contexto de crescimento do volume de transferências de recursos públicos para entidades do terceiro setor sem fins lucrativos e, ainda, de aumento do número de parcerias do município com tais entidades, cresce também a importância do controle municipal sobre as suas políticas de fomento e sobre a aplicação dos recursos transferidos.

O terceiro setor, diferentemente do primeiro (Governo) e do segundo (empresas privadas), é um paralelo entre esses dois, constituído por iniciativas privadas e voluntários em torno de um sentido público, onde os objetivos principais são sociais em vez de econômicos, onde as pessoas acreditam que mudanças são necessárias e desejam, elas mesmas, tomar providências nesse sentido.

Dada a importância das organizações pertencentes ao terceiro setor, surge a necessidade de fortalecer esses atores sociais emergentes, auxiliando na sua organização, sistematizando suas reivindicações, estabelecendo os contatos que viabilizam a conquista do apoio de outros setores da sociedade e, principalmente, viabilizando a captação de recursos, os quais são os principais responsáveis pela sobrevivência das organizações. Esta foi a manifestação do vereador e Líder de Governo Sérgio Airoldi (Progressista) na 6ª Reunião Ordinária da Câmara de Vereadores, realizada na segunda-feira, dia 14. Aprovado por unanimidade o Requerimento nº 144/2022, o vereador solicita a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores que estude a viabilidade de oferecer um auxílio técnico e esclarecimentos às entidades sociais e recreativas do município de Santo Antônio quanto a elaboração de projetos objetivando a busca de recursos ou auxílio (Emendas Impositivas, LIC, Lei Rouanet e Prefeitura) para o desenvolvimento de suas atividades sejam os clubes de mães, as entidades tradicionalistas, os clubes sociais e esportivos.    

A atividade de captação de recursos ganhou, nos últimos anos, enorme importância e passou a ser vista como uma ação que deve ser levada a cabo com maior dose de profissionalismo, dada a sua significância para a sobrevivência das instituições, visto que as mesmas não podem ficar esperando que somente o governo forneça os recursos necessários para que possam se manter, ou então ficar a mercê de doações, obrigando-as assim a buscarem outras fontes investidoras e tornar a atividade de captação mais eficiente e dinâmica.

As entidades filantrópicas, não-governamentais e sem fins lucrativos, dependem da obtenção de recursos financeiros e pessoais para a execução de seus trabalhos, contudo, muitas vezes seus objetivos não são alcançados devido a problemas enfrentados na captação de recursos, inviabilizando o desenvolvimento de projetos.

Detalhes

Escrito por: Claudio Franken - Assessoria de Imprensa
Categoria: Notícias
Postado: 15/03/2022
Atualização: 15/03/2022
Acessos: 18

Compartilhar

whatsapp facebook twitter