O vereador Valtair Andrade (PP), acompanhado de moradores da localidade de Ribeirão, estiveram reunidos na tarde desta quinta-feira, dia 20, com o Gerente da CEEE de Santo Antônio da Patrulha, Wladimir Lessa Guatimosin.

Moradores solicitaram melhorias nos serviços que a empresa oferece para os moradores da região do Ribeirão. Aproximadamente dezesseis famílias estão sendo prejudicadas.

Valtair salientou que a rede elétrica desde a localidade de Montenegro é fraca, trazendo diversos problemas para os moradores. Inclusive é comum acontecer quedas de luz a qualquer hora do dia.

Nesta quinta-feira (20), em sessão ordinária, o vereador joão Luiz - Bacana (SD), falou na tribuna, entre as suas indicações e pedidos, para a Prefeitura de Santo Antônio da Patrulha solicite ao Secretário de Obras,  realize uma operação tapa-buraco na rua Plinio Flores de jesus, bairro Pindorama.

De acordo com o vereador, que percorreu o local ao longo desta semana, os moradores tem tido prejuízos com os buracos nesta rua. Aponta que o excesso de buracos existentes em outras vias pavimentadas tem causado transtornos aos condutores de veículos.

“Quem está cobrando é a população da sede do município de Santo Antônio da Patrulha. Eles aguardam uma solução rápida e um serviço de qualidade”, lembra bacana.

Nas emendas impositivas ao orçamento municipal de Santo Antônio da Patrulha, apresentadas pelos vereadores Marcelo Gaúcho (PTB) e Valtair Andrade (PP) para este ano, destacam-se as verbas destinadas para as entidades que trabalham com crianças e adolescentes.

A importância do vereador nas destinações de dinheiro as instituições tanto do lado social, quanto na área de eventos, serve para dar um fôlego a todas estas instituições que fazem um trabalho incansável em prol das crianças e adolescentes que mais precisam.

Os vereadores proponentes participaram, hoje à tarde, das assinaturas dos termos de colaborações no gabinete do Prefeito Municipal, Daiçon Maciel.

O evento contou com a participação do Presidente do Grêmio Esportivo Liberdade, Luciano Cardoso Pereira, Patrão do CTG Patrulha do Rio Grande, Sergio Airoldi e da Presidente do Miraguaiense, Maria Jussara Souza da Silva, acompanhados também de representantes das comunidades, Secretários e Diretores Municipais.

Gaúcho acredita que estes projetos sociais nas comunidades são fundamentais. “Haverá mudanças realmente quando os nossos governantes se dedicarem mais com a educação e ações direcionadas para crianças e adolescentes”, salientou Gaúcho.

Valtair acredita que, a partir de agora, estes projetos ajudarão cada vez mais a promover a inclusão e trocas de experiências destes jovens, e mais, atrairá novos parceiros para dar continuidade. “Talvez seja um início para se fazer algo por um futuro melhor. Conscientizar a mudança de hábitos e educação”, finaliza Valtair.

O presidente da Câmara, André Selistre, recebeu na tarde desta quarta-feira (19), a visita do  diretor do Campus FURG/SAP, Antônio Valente. Na oportunidade Valente explanou sobre suas ações à frente da diretoria e ressaltou as projeções para o ano de 2020.

“É sempre gratificante recebermos boas notícias. A Câmara de Vereadores é parceira para o desenvolvimento da nossa cidade”, finaliza Andre Selistre.

Na 3ª Sessão da Câmara de Vereadores, realizada na segunda-feira passada, o vereador suplente Alzemiro Costa (MDB), sugeriu para que o Executivo Municipal estude, elabore e crie  um projeto, que inclua iniciativas para transferência de recursos para aquisição de material escolar no âmbito do Programa Bolsa Família, o Cartão Material Escolar. 

 O objetivo é beneficiar estudantes da rede municipal de ensino. O auxílio será distribuído na forma de cartões magnéticos fornecidos aos pais e baseia-se no programa Cartão Material Escolar, que existe no Distrito Federal desde 2013.

Pelo projeto, esses cartões terão a função exclusiva de débito e só poderão ser usados em estabelecimentos credenciados. Os valores disponíveis serão fixados pelo Poder Executivo, através de decreto a ser expedido. O custo médio estimado do material escolar será verificado no inicio do período oficial de aulas em cada ano.  

“O cartão irá estabelecer significativos avanços e facilidades ao processo de distribuição gratuita de materiais na rede municipal de ensino”, lembra Miro.

Importante salientar que, através desde modelo de aquisição de material escolar a Administração Municipal, não precisará mais realizar tais compras por meio de processos licitatórios.